Stenzowski

A Stenzowski

Baseada em tecnologias Européias, a Stenzowski, empresa genuinamente brasileira, desenvolveu seus equipamentos e produtos para maximizar o aproveitamento técnico que a tecnologia do concreto protendido possibilita, mantendo contínuo desenvolvimento de equipamentos mais seguros, ágeis e modernos que visam soluções mais econômicas para os clientes.

 

Adquirindo grande bagagem de conhecimento em fabricação e manutenção de equipamentos hidráulicos desde 1992, hoje a Stenzowski dedica 100% de suas energias no ramo de concreto protendido (construção civil). Tamanha experiência que, um dos seus primeiros equipamentos lançados, o Macaco de Protensão Monocordoalha 12.7, em menos de um ano de comercialização, já despontava como o equipamento nacional que apresentava melhor relação de custo x benefício no Brasil.

 

ATUAÇÃO DA STENZOWSKI:

– Fabricação de equipamentos e materiais para protensão (Foco em cordoalhas de 12.7 e 15.2).

– Realização de manutenção preventiva e corretiva de equipamentos como bombas e macacos.

– Treinamento e Capacitação de operadores dos macacos e bombas hidráulicas.

– Elaboração de projetos especiais de acordo com necessidade do cliente (macacos, ancoragens, etc).

– Locação de equipamentos para protensão aderente e não aderente.

 

PRATICIDADE, AGILIDADE E ROBUSTEZ:

Os componentes fabricados que envolvem este sistema são apropriados para obras desde pequeno até grande porte e destinam-se principalmente ao pós-tensionamento de estruturas de concreto.

Com exceção do aço de protensão (cordoalhas), nossa empresa fabrica praticamente todos os componentes

do seu sistema de protensão.

 

PRODUTOS FORNECIDOS PELA STENZOWSKI:

– Macacos para Protensão Aderente e Não Aderente.

– Unidades Hidráulicas de Alta pressão (bombas Hidráulicas).

– Ancoragens para protensão Aderente.

– Cunhas Bipartidas (Protensão não aderente).

– Cunhas Tripartidas (Protensão aderente).

– Bainhas Matálicas.

– Peças de reposição dos macacos e bombas.

 

SOLICITE O CATÁLOGO “SISTEMA DE PROTENSÃO STENZOWSKI”, NELE VOCÊ ENCONTRARÁ DADOS TÉCNICOS IMPORTANTÍSSIMOS QUE INFLUENCIARÃO DIRETAMENTE EM SEU PROJETO!

 

Os componentes fabricados que envolvem este sistema são apropriados para obras desde pequeno até grande porte e destinam-se principalmente ao pós-tensionamento de estruturas de concreto. Com exceção do aço de protensão (cordoalhas), nossa empresa fabrica praticamente todos os componentes do seu sistema de protensão.

Praticidade, agilidade, robustez e eficiência são as principais características da linha de produtos e serviços da Equipe Stenzowski. Graças a essas características e a fidelidade de seus clientes, hoje nossa empresa desponta como uma das mais influentes fabricantes de Equipamentos de Protensão do Brasil.

 

 

“A denominação do bairro de Curitiba deve-se a um antigo armazém da região chamado Novo Mundo. Foi o migrante espanhol Joaquim Font quem construiu o estabelecimento, em 1909. O nome surgiu da felicidade de Font em ter encontrado um novo mundo para construir uma nova vida. Com a construção do engenho de beneficiamento de mate da família Leão a região ficou ainda mais conhecida. Nessa época era comum ouvir “Vamos levar mate para o Novo Mundo”. Pouco a pouco, o nome do armazém se estendeu e se tornou nome do bairro.
Sou neta de Alberto Stenzowski, pioneiro deste bairro. Vovô veio aos 14 anos da Europa (Polônia). Morou em Thomaz Coelho e na Contenda, antes de chegar aqui pela primeira vez, no século passado. Ele se estabeleceu no bairro com um armazém que chamou Novo Mundo, já mencionado nos almanaques comerciais de 1897. Como achava que os negócios não iam tão bem, mudou-se para Contenda novamente. Arrendou o armazém para o espanhol Joaquim Font em 1908. Alberto Stenzowski ficou em Contenda um par de anos. Quando voltou, já amigo de Joaquim, resolveu deixá-lo com o ponto do armazém Novo Mundo.
Compadre do espanhol, fundou outro negócio e chamou-o de Velho Mundo. Funcionava aqui, na casa onde moramos. Joaquim Font trabalhava com ferragens e erva-mate. Vovô trabalhava com secos e molhados adquiridos de Emílio Romani, restaurante e pousada. Esta era muito frequentada pelos colonos que, vindos da Lapa, Marienthal e outros sítios, aqui pernoitavam. Havia muitos quartos. Um pátio grande para as carroças e cavalos. Eu me lembro do terreiro de casa, quando era criança, cheio de carroças.
Com a morte de vovô, papai (João Stenzowski) herdou o Velho Mundo. Deu continuidade aos negócios da família. Font faleceu e não deixou descendência no bairro. Seu armazém foi fechado. A Família Stenzowski passou a ser proprietária – como até hoje – da Casa Stenzowski, que virou patrimônio histórico, construída em 1913. Bons tempos aqueles. Lembro da capelinha do Portão. Ficava dentro de muros altos, pois estavam fazendo a atual Igreja do Bom Jesus. Lá eram feitos os batizados, primeiras comunhões, casamentos. A Igreja da Sagrada Família, aqui no Novo Mundo, é muito recente, desmembrada da Matiz.
O bairro Portão, penso, era posto de cobrança de taxas para colonos, na linha do trem, conforme contava minha mãe. Os vizinhos eram distantes. Daí termos muitas reuniões familiares da época. Como o povo se visitava! Os Stenzowski’s eram amigos de várias famílias da região. Lembro dos Kowalski, seleiros, e dos Dudeck, alfaiates. Lembro-me de meu avô materno, Francisco Krachinski, dono de uma fábrica de palhões para envolver garrafas. Ele fornecia palhas para forragem de estábulos e abastecia do mesmo material os quartéis da cidade. Os Krachinski moravam mais longe do centro, no Capão Raso, no lugar que conheci como “O Fim do Macadame”. Lembro ainda das famílias vizinhas e amigas, Gomes, Shier, Biscaia, Isfer, Zaleski, Bettega. Para visitá-los, meus avós tinham caleça, carrocinhas, e com elas íamos ao centro. Os bondes vieram depois.
O comércio sempre foi o forte da família aqui no bairro. A fábrica Leão Júnior, a Fábrica de balas do Durval Ferreira, a Pharmácia Araújo e a Olaria Klemtz. O Armazém Novo Mundo ficava no lugar do atual largo. Demolido para ampliação da rua, dele só temos lembranças.”

 

 

 

 

historia

Entre em contato
Cadastre seu email
Acesse nossas redes Sociais

Endereço: Rua João Stenzowski, 558 - Novo
Mundo - Curitiba - Paraná - CEP 81020-120
contato@stenzowski.com.br


(41) 3346-3940 / (41) 3346-1343

Cadastre-se aqui e receba novidades e
promoções da Stenzowski


Acompanhe nossas redes sociais!
Vibe Studio